Alcóolicos Anônimos - Bahia - Área 26

Reflexão Diária

liberdade do "rei álcool"

...não vamos supor nem mesmo por um instante, que não estamos sob coação. Na verdade, estamos sob uma enorme sujeição... Nosso antigo tirano, o "Rei Álcool", está sempre pronto para nos agarrar. Portanto, a libertação do álcool é o grande "dever"que tem que ser alcançado; caso contrário, chegaremos à loucura ou à morte.

NA OPINIÃO DO BILL PG. 134

Quando bebia eu vivia preso espiritualmente, emocionalmente e às vezes fisicamente. Tinha construído minha prisão com barras de teimosia e indulgência, das quais não podia escapar. Ocasionalmente passava por períodos secos que pareciam prometer liberdade, mas que se tornavam apenas esperanças de um indulto. A verdadeira fuga requer uma disposição para seguir as ações corretas para abrir a fechadura. Com disposição e ação, tanto as barras como a fechadura abrem-se por si mesmas para mim. Boa vontade e ação contínua me mantém livre - numa espécie de liberdade condicional diária - que nunca termina.